Archive for the 'software' Category

trusted computing: vivendo na matrix

bom, a maioria das pessoas nunca ouviu falar disso, mas isso provavelmente vai influir na vida de todo mundo. a questão é simples: a única maneira de acabar com a pirataria é fazendo com que o usuário não pirateie, como isso é impossível, as empresas acharam outro jeito: fazer com que os computadores não aceitem pirataria.

Continue lendo ‘trusted computing: vivendo na matrix’

Anúncios

je ne suis pas un bot!

hoje quando entrei no wordpress vi que um dos posts que estah fazendo sucesso hoje tem este titulo “Eu nao sou um BOT” (espero que eu tenha traduzido corretamente :P).  o post original fala de como as pessoas se ‘desumanizaram’ com a internete varias coisas em torno deste assunto… mas essa nao eh minha area :). quero falar de algo bem mais chato :P.

gostaria de discutir a possibilidade real de eu ser um bot :O. esses dias me disseram (no mundo real) que a pessoa que se apresenta neste blog nao se parece com a pessoa que eu sou no mundo real. bom, na verdade eu poderia muito bem ser um bot… sabe, nao tenho mto tempo para ficar blogando todo dia, e sou um programador ateh competente… nada me impede de escrever um bot e deixar com que ele assuma a tarefa de tocar este barco aqui.

a pergunta eh: como se faz pra saber se eu sou um bot ou não? engracado que perguntar se eu sou um bot ou nao eh a coisa mais inutil a se fazer… se vc fosse um bot, o que responderia?

na verdade ainda ha muita controversia a respeito da hipotese de um ‘bot’  que finja ser humano possa realmente ser construido ou nao. na verdade existe ateh um premio para quem conseguir construir tal ‘bot’. este eh o premio Loebner. a ideia eh por juizes pra conversar com um grupo de ‘pessoas’ e descobrir quais delas sao pessoas humanas.

a seguir algumas transcricoes:

<< Pessoa 1 >>

P:  I wish I had more hair.

J:  Are you bald?

P: No, I have thick strawberry blonde hair.

J: How lovely.  Why do you want more of it?

P: Because I’m talking to you, and I’m interested.

J: Well,. I don’t mind how much hair you have. 

<< Pessoa 2 >>

P: Hello. My name is John and I am a human.

J:  Hi

P: Hi there

J: What’s you’re last name?

P:  why do you need to know?

J:  I’m naturally curious

P: Fair enough, but I think I prefer to leave that out for now.

nos dois casos ‘J’ representa o juiz e ‘P’ a pessoa, onde uma delas eh uma pessoa de verdade e outra eh apenas um programa de computador. agora fica a questao: qual dos dois eh um ser humano? (daqueles de carne e osso)

Software Livre x Realidade

bom… um dos ultimos fusues da internet (pelo menos por aqui pelo wordpress) foi a entrevista do Sérgio Amadeu e do Júlio Neves no programa do Jo de sexta-feira. interessante eh verificar a diferenca entre a ‘propaganda oficial’ (do link acima) e a repercussao efetiva da entrevista. muito se falou da falta de informacoes do jo, do fato da globo que tem mais de 4000 licencas de rwindows ter feito a entrevista um desastre e etc… mas a questao eh: software livre eh realmente relevante para o usuario leigo? eu sou programador, mexo com informatica ha nao-sei-quantos-anos e digo: nunca usei software live como software livre, e sim como software gratis.

e o usuario comum, sera que vai sentir a diferenca?

o usuario comum nao tah nem um pouco interessado em liberdade pra mexer no codigo e coisas parecidas… pra ele o codigo nao existe! a coisa fica pior qdo vc veh que tem, na visao do usuario, de um lado programas ‘nao-livres’ pagos e nao pagos (os freeware), e do outro vc tem programas livres pagos e nao pagos (ok… vc nao paga pelo programa, mas pelo servico agregado, mas e dai? qual o usuario leigo q nao precisa de suporte?)

acho que o linux soh vai crescer mesmo quando descobrir que o usuario e as necessidades deles sao mais importantes do que qualquer coisa. nao adianta falar de inclusao de digital se o cara vai comprar um computador e nao vai saber tocar as musicas que ele quer, nao vai saber conectar na internet, nao vai poder olhar aqueles pps chatos que a gente recebe nas correntes, nao vai poder editar todos os seus arquivos doc, ppt e xls antigos…

conheco pelo menos uma pessoa que comprou um micro com linux e instalou o windows por cima em menos de seis meses de ‘tentativas frustradas de uso’…