Archive for the 'informática' Category

trusted computing: vivendo na matrix

bom, a maioria das pessoas nunca ouviu falar disso, mas isso provavelmente vai influir na vida de todo mundo. a questão é simples: a única maneira de acabar com a pirataria é fazendo com que o usuário não pirateie, como isso é impossível, as empresas acharam outro jeito: fazer com que os computadores não aceitem pirataria.

Continue lendo ‘trusted computing: vivendo na matrix’

Anúncios

controle da internet – reloaded

que os generais da república lulista estão agora querendo controlar a internet todo mundo já sabe…  na ‘contra-mão’ a côrte alemã acaba de aprovar uma decisão obrigando um grande provedor a apagar todos so registros de navegação dos seus usuários, bem como disponibilizar uma maneira para que eles possam exigir que logs futuros não sejam mantidos pela empresa. vou terminar com a última frase da notícia linkada acima:

” This ruling can be considered as a huge breakthrough, and it is good to see that at least some countries still value privacy.”

“Esta nova regra pode ser considerada um grande marco, e como é bom ver que alguns países ainda valirizam a privacidade”

bug no wordpress!!

descobri  que o wordpress tah dizendo que meu blog eh o 73º na lista dos topblogs… soh pode ser um erro de contage. só pode ser :-).

informatica e alfabetizacao

tava dando uma passada por esse post do blog do silvio meira e peguei essa frase que agora preenche o espaco de quotes deste blog

“…informática simplesmente estará completamente imersa nas ciências todas, como leitura e escrita estão. e todas as ciências serão da computação…”

nunca tinha pensado nisso… ha vinte anos a luta era fazer com que as pessoas conseguissem escrever seus proprios nomes; hoje em dia a luta (aqui no brasil) eh fazer com que as pessoas entendam textos com mais de 5 palavras… amanha o desafio vai ser fazer as pessoas entenderem a diferenca entre e-mail e site, entre blog e portal.

bom, chega de blah blah blah… aqui tem um texto legal sobre o assunto. ai vai a parte que interessa:

O fato é que para garimpar informação na internet, para separar o joio do trigo, a gente precisa de paciência, esforço e atenção. E, acima de tudo, uma capacidade de avaliar a confiabilidade das fontes dessa informação que não é ensinada em nossas escolas. Essa é a verdadeira alfabetização para os nossos tempos hi-tech.

Na década de 50, a Unesco definia como analfabeto alguém que não consegue ler ou escrever algo simples. Vinte anos depois, surgiu o conceito de analfabeto funcional. Uma pessoa que sabe ler e escrever frases simples, mas que não possui as habilidades necessárias para satisfazer as demandas do seu dia-a-dia e se desenvolver pessoal e profissionalmente. Resumindo: alguém que não consegue entender direito o que lê.

Arrisco aqui uma definição: analfabeto digital é aquele que não consegue entender o valor daquilo que aparece debaixo do cursor do seu mouse. Você pode propor uma definição melhor do que essa?

texto original

t+